A importância do Museu para a educação

O museu é um espaço onde os visitantes podem entrar em contato com vários tipos de conhecimento sem qualquer pressão, diferente do que acontece no ambiente escolar. Eles são conhecidos como lugares de educação informal, exatamente por darem essa possibilidade de aprender sem compromisso. Quem quer visitar um museu pode escolher quais informações quer conhecer, de que maneira e sem a exigência de ser avaliado pelo que aprendeu. Esse tipo de ambiente também pode ser muito explorado pela educação. Será que visitar um museu é importante para a formação dos aluno? Certamente. Conheça 3 motivos pelos quais os museus são tão importantes na educação.

1. Experiência personalizada: Na sala de aula, todos os alunos recebem informações da mesma maneira: através da explicação dos professores e do material didático. Já no museu, cada aluno consegue absorver o que é exibido de sua própria maneira, não existem regras que limitem o aprendizado nesse tipo de ambiente. O museu ajuda o visitante a relacionar as “matérias” a experiências pessoais, e até a situações interessantes que aconteceram na visita. Isso é uma grande vantagem em relação à sala de aula, já que essa liberdade também serve de fator motivador para o aluno.

2. Aprendizado para todos os tipos de pessoa: Não importa se quem visita o museu é um aluno de ensino médio, um adulto já formado ou até alguém sem educação formal, todos eles aprenderão alguma coisa. Isso também vale para os diferentes tipos de alunos que existem numa sala de aula. As experiências obtidas no museu são benéficas tanto para quem possui uma inteligência visual, quanto para aqueles que preferem aprender pela leitura. A interação com os objetos históricos é outro fator que auxilia a absorver conhecimento de maneira simples, fazendo com que realmente qualquer um consiga aprender.

3. Conhecimento dinâmico através de objetos cotidianos: Num museu o aprendizado ocorre de forma dinâmica. A partir de objetos, pinturas e outros artefatos, o aluno conhece a história na “prática”, dando um senso de realidade ao aprendizado. Com os artifícios do museu é possível tirar a matéria do abstrato, como está nos livros didáticos, fazendo com que ela se torne muito mais real e fácil de assimilar. Muitos museus utilizam o conceito de Paulo Freire de “objeto gerador”, onde o visitante entra em contato com algo relacionado a seu cotidiano para iniciar o aprendizado.

Sendo assim, é de fundamental importância que a escola promova visitas a museus de diversos tipos, de modo a incentivar os alunos a associarem o conteúdo recebido em sala de aula com as realidades históricas, naturais, científicas e culturais presentes nesses locais muitas vezes esquecidos pela maioria da população.

Deixe uma resposta

Fechar Menu