Como resolver conflitos em sala de aula

Um dos maiores desafios que o professor pode enfrentar em sala de aula é a resolução de conflitos. Como lidar com diferentes tipos de personalidades e os atritos que por acaso possam surgir do convívio? Confira abaixo algumas dicas.

Incentive o convívio entre os diferentes grupos

Alguns conflitos podem surgir pelo próprio desconhecido. É normal que alguns grupos se formem ao longo do ano letivo, impulsionados por afinidades ou a falta dela. O professor pode e deve interferir nessa hora, propondo trabalhos em grupo e novas organizações, que venham a incentivar novas vivências entre os alunos.

Trate a todos com igualdade

Se algum aluno perceber um tratamento diferenciado com relação a algum grupo ou aluno em especial, isso pode afetar a sua credibilidade e prejudicar a convivência entre os alunos. Às vezes, sem perceber, damos tratamentos diferenciados a alguns grupos. Procure se policiar, para evitar possíveis conflitos.

Respeite as diferenças e incentive o respeito entre os alunos

Diferentes alunos, diferentes personalidades e tipos de criação numa mesma sala de aula. É comum que surjam atritos quanto a alguns pontos de vista. O papel do professor nesse momento é mediar os conflitos de opinião e incentivar o respeito aos diferentes pontos de vista, sempre intervindo quando as discussões ficarem um pouco mais “aquecidas”. Sempre, é claro, dando o exemplo e não reprimindo nenhuma expressividade por parte dos alunos. Todos devem dar sua opinião, ter seu espaço e voz respeitados.

Você é o mediador

Tenha sempre em mente que o bom convívio em sala de aula é uma de suas responsabilidades. Como professor, você tem um papel importantíssimo de conduzir os alunos ao conhecimento e também de mediar possíveis conflitos que surjam. Deixe isso bem claro a eles, sem impor uma autoridade demasiadamente desnecessária.

Lembre-se: você é um mediador de conflitos e não um ditador. Procure dar o máximo de liberdade para que os alunos consigam conduzir a situação, e só intervenha nos casos mais graves.

Deixe uma resposta

Fechar Menu