O aniversário de 400 anos do falecimento de Shakespeare

Em abril de 1564, nasceu um dos maiores escritores que o mundo já conheceu: William Shakespeare. Seu legado inclui o título de maior autor da língua inglesa e diversas obras que influenciaram gerações posteriores e continuam a inspirar escritores, dramaturgos e até cineastas nos dias de hoje.

Apesar de o dia do nascimento do autor britânico não ser conhecido, historiadores conhecem a data de seu batismo, que na época costumava ocorrer três dias após o nascimento. Shakespeare foi batizado em 26 de abril de 1564, na cidade de Stratford-upon-Avon. Ele possuía duas irmãs mais velhas que morreram ainda na infância e mais 5 irmãos mais novos. Shakespeare nasceu durante o reinado da rainha Elisabeth I, logo após a conversão da Inglaterra para o protestantismo. Esse fato serviu de forte influência para as peças do dramaturgo, já que sua família era católica e viveu toda a tensão que o país sofreu nesse período. Sabe-se que o autor era profundo conhecedor de religião e mitologia grega, uma vez que em sua obra encontra-se diversas referências a histórias e mitos. Aos 18 anos William Shakespeare casou-se com Anne Hatheway, que era 8 anos mais velha, e teve três filhos. Os próximos sete anos de sua vida são desconhecidos, portanto ninguém sabe quando e porque o dramaturgo mudou-se para Londres, deixando sua família em Stratford.

Em 1592 surge o primeiro registro conhecido de Shakespeare como dramaturgo: uma crítica negativa acusando o autor de tentar ir além do seu limite, comparando-o com autores formados em universidades de prestígio da Inglaterra. Nessa época os teatros exibiam peças feitas por grupos pagos por nobres. Shakespeare pertencia ao grupo de Lorde Chamberlain. A primeira peça publicada com o nome do próprio Shakespeare só apareceu em 1598, com Trabalhos de Amores Perdidos. Isso é evidência que o autor já fazia fama, tanto que suas peças chamaram a atenção até da rainha Elizabeth I, a qual Shakespeare criticou em sua peça Ricardo II. Com a fama, veio o dinheiro que proporcionou a construção de um teatro exclusivo para o grupo de Shakespeare. The Globe (o Globo) surgiu em 1599 e existe até hoje em Londres. Shakespeare já era rico nessa época e tornou-se um homem de negócios que possuía fazenda e casas para alugar na capital inglesa. A atenção real não foi desperdiçada, após a morte de Elizabeth I, seu herdeiro, James I, adotou Shakespeare como dramaturgo real. A peça Macbeth, uma de suas mais famosas obras, com várias adaptações cinematográficas, deve ter sido feita para honrar James I. Em 1613 Shakespeare escreveu sua última peça conhecida em colaboração a John Fletcher. Sua morte chegou três anos depois, no dia 23 de abril de 1616.

As peças de Shakespeare podem ser divididas em três tipos. O primeiro são as comédias, mais comuns no início de sua carreira com títulos como "O Mercador de Veneza", "A Tempestade" e "Sonho de uma Noite de Verão". As tragédias também ganharam bastante fama entre a obra do dramaturgo e incluem peças como "Romeu e Julieta", "Macbeth", "Hamlet" e "Otelo". Por fim o autor também escreveu alguns dramas históricos sobre figuras importantes da história britânica. Essas são as peças "Henrique IV", "Henrique V", "Ricardo II" e "Henrique VIII". Alguns poemas e sonetos de Shakespeare também foram publicados e suas frases são conhecidas e repetidas até hoje.

Não é à toa que Shakespeare é considerado o maior autor da língua inglesa e um dos mais influentes no mundo. Na Inglaterra, Shakespeare influenciou o movimento de literatura romântica que tomou várias de suas obras como “exemplos” para sua produção. Esses autores também propagavam as ideias de liberdade de expressão de Shakespeare que os incentivaram a ultrapassar os cânones e padrões. Shakespeare foi influência para grandes autores como os franceses Jean Jacques Rousseau e Victor Hugo. No Brasil, um dos maiores exemplos da influência do britânico está em Machado de Assis. Uma de suas obras, Dom Casmurro, foi fortemente influenciada por Otelo, uma das peças de Shakespeare, inclusive no enredo que narra a paranoia da traição.

Deixe uma resposta

Fechar Menu