O sono e o rendimento escolar

Os hábitos de sono têm influência direta no desempenho escolar. Para prosperar academicamente, pessoas de todas as idades que estudam, da pré-escola à universidade, precisam desfrutar de boas noites de sono. Dormir pouco ou dormir mal pode afetar a capacidade de concentração, além de dificultar a retenção de informações e a descoberta de soluções para os problemas propostas em sala de aula. O sucesso no ambiente escolar também exige que as crianças e jovens controlem seus impulsos e gerenciem suas emoções, habilidades que dependem fortemente de um sono saudável e consistente.

Crianças que parecem estar excessivamente sonolentas durante o dia são mais propensas a ter problemas com a aprendizagem e hiperatividade, em comparação às crianças que não estão com sono. Um estudo realizado com mil crianças e adolescentes, citado pela Fundação Nacional do Sono (National Sleep Foundation), nos Estados Unidos, evidencia essas características. Os pesquisadores buscaram medir a influência do sono na escola e descobriram que quem teve dificuldade em adormecer ou acordar, pelo menos uma noite, estava significativamente mais propenso a ter dificuldades no dia escolar seguinte. Um dos maiores motivos do insucesso escolar foi a fadiga das crianças, pois apresentavam dificuldade para despertar na parte da manhã e facilidade para adormecer em horários inoportunos durante o dia.

Atitudes para que as crianças e jovens tenham uma melhor noite de sono

Foi-se o tempo em que contar carneirinhos era uma boa estratégia para adormecer. É possível incorporar ações simples e bastante eficazes na rotina:

  1. Estabeleça um horário fixo para a criança ou adolescente dormir e acordar, preze por seguir essa determinação diariamente. Nos finais de semana é aconselhável não extrapolar muito esse horário.
  2. Estimule a prática de exercícios físicos diários, pelo menos 30 minutos por dia, mas oriente a criança ou adolescente a deixar de lado a agitação duas horas antes de ir dormir.
  3. A alimentação tem influência direta no sono. Ingerir grandes refeições ou alimentos pesados pode levar à indigestão, podendo deixar o sono agitado. Recomenda-se ingerir porções menores de comida e comer lanches mais leves.
  4. Aconselhe a criança ou adolescente a não tirar cochilos após as 15 horas.
  5. Banho quente antes de ir para a cama é uma excelente estratégia para relaxar e despertar a sensação de sonolência.
  6. Verifique se o quarto está com as cortinas fechadas e todas as luzes apagadas. O ambiente escuro ajuda a evitar que o sono seja interrompido.

Percebeu o quanto é simples? Colocando todas essas medidas em prática o dia a dia escolar pode se tornar muito mais produtivo!

Deixe uma resposta

Fechar Menu