Parceria de confiança entre a escola e a família

É fundamental que exista uma parceria de confiança mútua entre a escola e a família. Tanto os pais quanto os professores exercem influência na vida das crianças e contribuem para o seu aprendizado e crescimento. A família é a responsável por transmitir os valores e conceitos, e a escola precisa fornecer a base adequada para o desenvolvimento infantil por meio de atividades e também do corpo docente.

Antes de escolher a Instituição de Ensino ideal para os filhos, os pais precisam refletir como gostariam que os filhos fossem educados. Ou seja, é preciso fazer uma lista com as opções de instituições, questionar e conhecer a proposta pedagógica. Além disso, é importante observar se a proposta da escola é adequada aos valores da família e o temperamento da criança.

Certos disso, os pais devem estabelecer um elo de parceria e procurar desenvolver um trabalho integrado, ou seja, que prioriza a construção de confiança entre o aluno e a escola. Neste sentido, os pais devem buscar participar, de forma efetiva, da vida dos filhos e a escola, promover ações para o aprendizado e a formação da criança.

As metas entre ambos devem ser estabelecidas de forma simultânea, a fim de proporcionar ao estudante a segurança e confiança, além de criar uma formação crítica, ou seja, em que a pessoa vai ser capaz de enfrentar ao longo da sua trajetória.

Além da participação ativa da família, a Instituição precisa estar aberta para esta parceria, fornecendo feedbacks sobre os estudantes aos pais, compartilhar problemas e estando aptos para esclarecer dúvidas. Assim, a parceria se estabelece de forma efetiva e eficiente para resolver conflitos ou dificuldades que podem surgir.

Por isso, a parceria entre ambas as partes contribui com impactos positivos, não apenas à educação e desenvolvimento do estudante, mas, principalmente, para o cotidiano escolar, e, assim, oferece a formação integral do aluno da melhor maneira possível.  

Deixe uma resposta

Fechar Menu