A responsabilidade dos pais na educação dos seus filhos

A educação dos filhos deve ser feita em um núcleo de harmonia, confiança, paz, carinho e muito diálogo, principalmente. A tecnologia, por exemplo, torna-se invasiva e os pais precisam estar aptos para aprender a lidar com a inovação e ensiná-la aos filhos, uma vez que as crianças passam a maior parte do tempo no computador, smartphone, entre outros aparelhos tecnológicos.

Neste sentido, não basta apenas instalar programas para filtrar ou bloquear conteúdos impróprios, é preciso conversar, explicar e impor limites para que as crianças possam compreender o perigo existente. Além disso, o diálogo estimula confiança mútua, fortalecendo ainda mais o vínculo afetivo.

Muitas vezes, a tarefa de educar é transferida para a escola. Entretanto, é na família que a criança encontra a base para a formação dos seus princípios e culturas nos primeiros anos de vida e o que vai influenciar a sua personalidade desde a infância.

Desta forma, além de assumir o papel de educadores, os pais devem amar, cuidar, proteger e ter autoridade em relação aos seus filhos. Impor limites na educação das crianças é fundamental, porque este tipo de conduta envolve compreensão, convívio e respeito no ambiente, e, assim, os filhos vão conhecendo a importância do papel dos pais em sua educação.

De acordo com a legislação vigente, os atos infracionais praticados por menores de 18 anos, têm penas socioeducativas definidas pelo juiz, mas os pais também podem responder por tais atos cometidos pelos filhos.

Logo, os pais devem saber da rotina dos filhos, os compromissos, conhecer o círculo social e suas programações. Em casa, também é imprescindível manter uma boa convivência com equilíbrio, privilegiar o convívio em família, escutar as opiniões dos filhos com interesse e estimular o estudo e o respeito às pessoas. Por isso, os pais precisam aprender a lidar com a complexa arte de educar, sobretudo em uma sociedade que é tão influenciada por diferentes valores. 

Deixe uma resposta

Fechar Menu